Projeto: A arte nos JI



A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível.


 Leonardo da Vinci

Este projeto foi proposto para desenvolver com as crianças dos 9 jardins de infância, actividades na  área da expressão e comunicação nos domínios da expressão plástica, musical, dramática/teatro e dança . Algumas das actividades programadas têm como base a brochura “As artes no Jardim de Infância”, pretendendo-se contribuir para o conhecimento cultural e artístico e para a sua integração, de forma cada vez mais ativa, no currículo do Jardim de Infância, promovendo o contacto com a obra de arte e o seu criador e ainda incentivar a criação de contextos artísticos em ambiente pré-escolar.






Como disse Pablo Picasso “Em arte, procurar não significa nada. O que importa é encontrar”, que traduz claramente uma das grandes intenções deste projeto :encontrar pequenos grandes artistas.

1º projeto: Conhecer Beethoven:

1ª etapa:

Leitura da história "Dó e Mi descobrem Beethoven" da Isabel Zambujal e Maria Pedro, coleção Grandes Compositores, com a audição do CD que acompnha o livro (sensibilização para a música clássica).



2ª etapa:

Realização dos jogos "Toca com o Coração" (jogo de mímica: imitar Beethoven a tocar piano ao som da melodia "Para Elisa" ) e "Compõe a tua música" (produção de sons/melodias usando copos de água) sugeridos na obra.







3ª etapa:

 Conhecer as notas musicais usando um xilofone


4ª etapa: 

Recriação da História da Elisa partindo da proposta referida na p.22 da brochura acima indicada, ouvindo o excerto "Para Elisa" do compositor.
5ª etapa: 

Registo da história (elaboração de desenhos para ilustrar a história)

6ª etapa: 

Apresentação da história em teatro de sombras chinesas com as figuras desenhadas pelas crianças

7ª etapa: 

Apresentação da história em teatro de sombras chinesas pelas crianças.




2º Projeto: O Espantalho enamorado

Esta atividade surge na sequência de uma  proposta da Câmara Municipal que visava a construção de um espantalho para colocar nas hortas comunitárias. Refiro que esta atividade não consta na brochura, no entanto no projeto foi referido que poderiam ser propostas atividades que não estejam na brochura.

1ª etapa: 

Apresentei a história " O Espantalho Enamorado" de Guido Visconti.

2ª etapa:

Solicitei a cada criança que "construísseis" a cabeça de um espantalho, utilizando a cartolina " Eva" e material de desperdício ( plástico, fio, papel de jornal, folhas de revista, corda, ... )







Os nossos trabalhos:














3º projeto: Conhecer Edgar Degas


"Edgar Degas, nasceu em Paris, na França, a 19 de Julho de 1834 e morreu em 1917, com 83 anos. Foi um pintor impressionista, pois teve a preocupação de captar a luz nos seus quadros. Pintava diretamente com as cores existentes nos tubos, sem sequer disfarçar as pinceladas. Degas, ao contrário da maioria dos pintores impressionistas que pintavam o exterior, pintava interiores e gostava especialmente de teatros. Por isso pintou tantas bailarinas."
                                                                                     



1º etapa:

Leitura pela educadora da biografia do pintor.


  2º etapa:

Leitura de uma imagem.
As crianças foram convidadas a observar atentamente e a comentar uma reprodução do quadro “A Estrela” de Edgar Degas:

Degas, Edgar: A Estrela 






As crianças observaram:


·         Uma bailarina, uma parede, um jardim, uns senhores e umas senhoras.

·         Uma bailarina a dançar, uma parede e uma “fragada”.

·         Uma bailarina com uma coroa e uma gruta.

·         Água e uma bailarina.

3º etapa:

Construção de uma história sobre a personagem do quadro, a princesa Estrela, na floresta das Fadas Encantadas.

Tendo como base a história sugerida na página 50 (da já referida brochura) e a leitura do quadro feita pelas crianças, foi contada uma história:

“Na floresta das fadas Estrela, nas noites de lua cheia, os animais saem cautelosamente das suas tocas e das grutas, dirigem-se para os jardins do palácio encantado. Este jardim encantado tem um belo lago com água muito transparente. Os animais vão em bicos de pés, para não serem notados. Quando lá chegam, observam deslumbrados a princesa Estrela, com a sua coroa, que, à meia-noite em ponto, ali se dirige nas suas vestes brancas e vaporosas para dançar ao luar, de quem recebe o seu encanto. Depois de dançar, regressa ao palácio com o mesmo ar esvoaçante com que chegou. E, maravilhados, os animais regressam para as suas tocas e grutas, em bicos de pés para não serem notados e deitam-se nas suas camas para dormir e ter sonhos maravilhosos»


4º etapa:

As crianças são convidadas a representar a história, um grupo representa os animais, outro grupo são bailarinas. Trocam de papéis para cada criança experimentar as várias personagens.


4º projeto: Conhecer Léo Delibes





"Léo Delibes nasceu em França, a 21 de fevereiro de 1836, e morreu em 1891, com 55 anos. O seu pai era carteiro, a sua mãe era uma talentosa artista musical e o seu avô era cantor de ópera. 


Começou os seus estudos de composição com 11 anos, no conservatório de Paris, onde também estudou canto e órgão.


Com 28 anos assumiu o cargo de acompanhador e mestre e coro no “Théâtre Lyrique” e na Ópera de Paris, tendo também sido organista na igreja Saint-Pierre-de -Chaillot. Compôs muitas óperas e musicais para bailado, pelo que se tornou muito famoso. Para além da sua carreira como compositor, Delibes desenvolveu trabalho pedagógico, tendo sido professor do conservatório."




1ª etapa:

Leitura da biografia deste compositor.

2ª etapa:

Audição de um excerto da peça musical: Pizzicato.

3ª etapa:

Criação, pelas crianças, de uma coreografia para a história " A princesa Estrela" ao som da peça acima referida:

As personagens da história estão a acordar....

...e vão ver as princesas a dançar:
  







 













5º projeto: Conhecer Damien Hirst
 
Artista britânico, nasceu em Bristol, em 7 de Junho de  1965. Das suas obras, os quadros mais populares são as grelhas com pontos coloridos e pinturas giratórias.
Quadro de Damien Hirst pintado em 1995
1ª etapa:

Leitura da biografia do artista


2ª etapa:


 Realização de uma pintura giratória


Material necessário:


·         Uma caixa de cartão;

·         Bostik;

·         Um alfinete;

·         Prato de papel

·         Tintas e pincéis.

Indicações das tarefas a realizar:

Colocar o bostik no centro da caixa, furar o prato e fixar o prato na caixa de cartão com um alfinete.

De seguida deixar cair a tinta livremente e rodar o prato com a mão.














Exposição dos trabalhos realizados na Biblioteca do Centro Escolar


Nota : esta atividade foi retirada do livro ” Tesouros de arte “

6º projeto: Conhecer Pablo Picasso

 
"Pablo Picasso nasceu a 25 de outubro de 1881, em Málaga, Espanha ,e faleceu  em 1973, com 92 anos. Viveu grande parte da sua vida em Paris. Desde os 8 anos que Picasso mostrou desejo de inovar, de criar arte. Em 1914, tornou-se cubista. Com esta técnica realiza uma serie de “construções”, utilizando os materiais mais diversos. Os temas representados são feitos com colagens de papel,  areia, cordas, cartão, madeira e mesmo metal. Foi um criativo não só nos materiais como nas técnicas, chegou a usar penas de pombas em vez de pincéis.Picasso foi considerado um dos maiores artistas do séc. XX."


1ª etapa:

Leitura da biografia.

2ª etapa: 

Observação de reproduções de algumas das suas obras.

      Picasso, Pablo:  Capa da revista Minotaure 
                                

3ª etapa:


As crianças foram convidadas a observar a natureza para ver o que podíamos recolher para fazer construções com diversos materiais.
Fomos ao exterior para recolher materiais para fazer as nossas construções.





Recolhemos:

Paus, casca de amêndoa
Folhas. Areia,
Madeira, pedras (pequenas)
Líquenes, agulhas de pinheiro,
….

Utilizamos ainda material reciclado:

Cápsulas de café, tampas de garrafas e iogurtes;
Papel de jornal;Fios;
Corda, Palhinhas;
Caixas de ovos;
………

Os nossos trabalhos












  7º projeto: Conhecer António Vivaldi



António Vivaldi nasceu em Veneza a 4 de Março de 1678 e faleceu em Viena de Áustria a 28 julho de 1741, com 63 anos. O seu pai, um barbeiro, mas também um talentoso violinista, ajudou-o a iniciar uma carreira no mundo da música e foi responsável pela sua admissão na orquestra da Basílica de S. Marcos em Veneza, onde se tornou o maior violinista do seu tempo
Aos 25 anos Vivaldi, foi ordenado padre, vindo a ser apelidado de padre vermelho, muito provavelmente devido ao seu cabelo ruivo. No entanto, um ano depois foi-lhe dada dispensa da celebração da Santa Eucaristia devida à sua saúde fragilizada (aparentemente sofria de asma), tendo-se voltado para o ensino da música num orfanato de meninas. Pouco tempo após a sua iniciação nestas novas funções, as crianças ganharam-lhe apreço e estima. Vivaldi compôs para elas a maioria dos seus concertos, cantatas e músicas sagradas.
Vivaldi foi um dos maiores compositores e violinistas do período barroco da história da música.



1º etapa:

Ficamos a conhecer Vivaldi, através da história “ Dó e mi descobrem Vivaldi”  de Maria Pedro e Isabel Zambujal e da sua biografia.

2º etapa:

Ouvimos o excerto “O Inverno” e a “ A Primavera” - “ As quatro estações “.

3º etapa:

Vimos no youtube um vídeo com imagens do inverno associadas à música que Vivaldi compôs para esta estação.

Vimos no youtube um vídeo com imagens da primavera associadas à música que Vivaldi compôs para esta estação.

4º etapa:

Ao som da música da primavera fizemos um desenho sobre a Primavera

Ao som da música do Inverno fizemos um desenho sobre o Inverno.




 Os nossos trabalhos







8º projeto: Conhecer Franz Marc




Nasceu na Alemanha em 1880.
Em 1900, ingressou na Academia de Belas-Artes de Munique onde estudou pintura
Tornou-se conhecido pelas suas pinturas de animais com cores brilhantes, fora do vulgar e irrealistas. Na altura, alguns críticos mais tradicionalistas levantaram objeções às suas ideias e pinturas pouco convencionais.
As suas pinturas de cavalos azuis são particularmente famosas.
Franz Marc morreu em combate na Primeira Guerra Mundial, em 1914. No bolso do seu uniforme foi encontrado um caderno com esboços de 36 desenhos a lápis que, tal como ele escrever à sua mulher, planeava fazer a óleo quando regressasse.


Texto retirado dos livros:

  • "O artista que pintou um cavalo azul", Eric Carle, Kalandraka 
  • " O livro da arte Para crianças", Rosie Dickins, Edicare

Algumas obras do artista:
O Cavalo Azul














A Raposa Azul











A Vaca Amarela










1ª etapa: 

Apresentei ao grupo o artista Franz Marc, contextualizando a a sua vida e obra na época em que ele viveu.  As crianças fizeram muitas questões sobre o artista e principalmente sobre a época em que ele viveu 1º Guerra Mundial.
Através de cópias de quadros do artista mostrei às crianças algumas obras do artista, nomeadamente: “A vaca amarela” e “A raposa azul”.

2ª etapa: 

Falei de Eric Carle e do seu livro “O artista que pintou um cavalo azul”, um livro do Plano Nacional de Leitura recomendado para projetos de artes para o pré - escola, 1º  2º anos de escolaridade, este livro foi uma homenagem de Eric Carle ao artista Franz Marc e entra no imaginário das crianças com um pintor a pintar um cavalo azul, um leão verde, uma raposa roxa…e um burro às  bolinhas!






3ª etapa:

Cada criança foi convidada a ser um artista e a fazer a sua obra de arte. O resultado foi espetacular, como pode ser verificado pelas fotografias dos trabalhos.







Os nossos trabalhos:

















Os nossos trabalhos em exposição na Biblioteca Escolar






9º projeto: Conhecer Frédéric Chopin

 Nasceu na Polónia, perto de Varsóvia, a 01 de Março de 1810 e morreu em 1849 com  39 anos.Era filho de mãe polaca e pai francês e tinha três irmãs.
Começou os seus estudos muito cedo com a irmã Ludwika e, mais tarde, com a sua mãe, tendo iniciado a sua formação de maneira mais profissional aos seis anos e idade. O seu talento rapidamente se fez notar em Varsóvia. O pequeno Chopin tornou-se, assim, uma atração dos salões da capital polaca, tendo tido a sua primeira apresentação pública aos 8 anos de idade.
Com 19 anos, deixou o conservatório e um ano mais tarde partiu em digressão por cidades da Europa, nunca mais regressando à Polónia.Viveu algum tempo em Viena de Áustria, mas foi em Paris que acabou por fazer carreira como intérprete, compositor e professor. Ali conhece a escritora George Sand, com quem teve um romance até morrer, aos 39 anos, vítima de tuberculose.
Frédéric Chopin foi um dos mais célebres pianista e compositor de música para piano da História da Música.

1ª etapa: 

Esta atividade iniciou-se com a leitura do livro “Grandes Compositores – Dó e Mi descobrem Chopin”, este livro relata-nos a vida e obra deste grande compositor, as crianças são muito curiosas e foi um desenrolar de questões sobre Chopin e a sua vida, nomeadamente sobre a sua namorada que era referida no livro.


2ª etapa:

Solicitei às crianças o registo de uma passagem do livro. Muitas crianças escolheram Chopin e a sua namorada, outras preferiram colocar o nosso artista a tocar piano, todos os trabalhos foram muito expressivos e bem conseguido






Os nossos trabalhos :






















3ª etapa: 

Após um intervalo passamos à terceira etapa em que partindo do excerto "Nocturno nº2" de Chopin,  coloquei em cima da mesa lápis de cera, uma folha A4 em frente a cada criança, de seguida foi colocada uma venda nos olhos das crianças e foi sugerido que ao som da música fizessem um desenho com os olhos vendados, indo de encontro ao nome da música, iríamos imaginar que era de noite e não conseguíamos ver…. Não foi fácil, pois apetecia mesmo retirar a venda….





Os nossos trabalhos:







10º projeto: Conhecer Alberto Giacometti e as suas esculturas


 Filho do pintor Giovanni Giacometti. Alberto Giacometti foi um artista suíço que se distinguiu pelas suas esculturas e pinturas expressionistas. Iniciou a sua formação em Genebra, deslocando-se em 1923 para Paris, A obsessão pela representação da figura humana revela-se também  na sua produção pictórica e nos seus desenhos, onde a linha assume uma grande expressividade e liberdade na caracterização das formas e dos volumes.

Texto retirado do livro “Tesouros de Arte” 


Algumas obras de arte de Giacometti





A Praça
O Gato






1ª etapa:

Tendo como base o livro “Tesouros de Arte“, apresentei ás crianças o artista Alberto Giacometti.

2ª etapa:

O livro lançava a proposta de construção de figuras em folha de alumínio, apresentando a imagem de uma figura humana e um cão. Partindo desta sugestão foi proposto ao grupo que criassem as suas próprias figuras/esculturas utilizando limpa cachimbos e folha de alumínio. Os resultados foram espetaculares como se pode observar pelas obras de arte produzidas.


Livro : " Tesouros de Arte"



Os nossos trabalhos:







11º projeto: Pintura com berlindes e carimbagem com rodas de carros

1ª etapa: 

Conversei com as crianças sobre técnicas de pintura que elas já conheciam, como pintura com pincéis, com os dedos, com cotonetes, com esponja…. de seguida mostrei alguns berlindes e pedi a sua ajuda para fazer pintura com berlindes.

2ª etapa:

Surgiram diversas ideias, de entre as quais destaco pintar os berlindes e depois pintar as folhas, …após várias hipóteses apenas tínhamos um problema os berlindes rolam e saltam muito, logo íamos sujar a sala….

3ª etapa:

Assim chegamos à conclusão de que precisavam de uma caixa de cartão depois era só colocar a folha A4 dentro da caixa mergulhar os berlindes na tinta, agitar para ficarem todos coloridos, retirar os berlindes com a mão, colocar os berlindes dentro das caixas e agitar…
















4ª etapa:

Fizemos carimbagem com rodas de carros. Solicitei às crianças que seleccionassem alguns carrinhos da área da garagem, depois foi só mergulhar as rodas dos carros nas tintas e carimbar o trilho das rodas dos carros, livremente, numa folha de papel.








Os nossos trabalhos:


  • Pintura com Berlindes






















  • Carimbagem com Rodas












Exposição de trabalhos na Biblioteca Escolar




12º projeto: Conhecer Henry Matisse


Nasceu em França em 1869. Queria ser advogado, mas adoeceu. Durante a convalescença, a mãe comprou-lhe uma caixa de tintas para ele se entreter. Matisse ficou seduzido. Desistiu de Direito e foi estudar Arte.
Henri Matisse ficou famoso pela sua pintura. Mas ficou muito doente e já não conseguia estar de pé para pintar. Começou então a recortar com a tesoura formas em papel para os seus quadros.
Chamava a isto “desenhar com a tesoura”; hoje o método é conhecido como colagem.
Esta colagem de recortes em papel representa um rei sentado num estrado, tocando viola. Há também um músico sentado aos seus pés e uma mulher a dançar.
As formas coloridas criam um efeito alegre – tal como a música e a dança que pretendem distrair o rei da sua tristeza.
Curiosidade: Este quadro tem quase o dobro da altura de um homem e enche uma parede.

Texto retirado do livro “Tesouros de arte"


Obras de Matisse: 


“A tristeza do rei” (1952)














Caracol













1ª etapa:

Depois de apresentar os dados sobre a vida e obra do artista, foi tempo de responder a questões colocadas pelas crianças, perguntaram especialmente sobre a saúde do Matisse, qual era a doença e se tinha “mulher”/esposa…..

2ª etapa:

De seguida conversei com o grupo sobre as técnicas de desenho que elas conheciam, surgiram muitas respostas, falamos depois das técnicas de recorte , e as crianças conheciam algumas: recorte com tesoura, recorte com as mãos e rasgar.

3ª etapa:

 Referi que Matisse inventou a técnica de desenhar com a tesoura. Dei o exemplo e desenhei com a tesoura numa folha de revista uma arvore, um menino….  .

4ª etapa: 

Tendo em conta a faixa etária do publico alvo, lancei duas propostas:

Proposta 1 – desenhar com a tesoura, vários elementos em papel de lustro para elaborar uma composição e dar título ao trabalho

Proposta 2 – desenhar com a mão ou com a tesoura vários retângulos para construir um xilofone, e dois círculos para fazer as respetivas baquetas

Cada criança escolheu o trabalho que queria fazer, de referir que as crianças mais pequenas, três anos, fizeram o xilofone, utilizando a técnica do recorte com a mão, algumas de quatro já utilizaram a tesoura e as de cinco anos utilizaram a tesoura e puderam escolher o seu trabalho. Nos Jardins onde  número de crianças era menor, algumas crianças fizeram os dois trabalhos: o Xilofone e a composição com recorte utilizando a tesoura.


Os nossos trabalhos:


  • 1ª Proposta:


























  • 2ª Proposta:


































13º projeto: vamos conhecer Vitor Silva - Artista local

Nome: Vitor Silva

Nasceu em Cujo, uma aldeia do concelho de Castro D’Aire
Profissão: Autor, compositor, professor e padre
1º Trabalho: - «Palavras»
Foi emigrante na Alemanha e regressou a Portugal quando entrou na escolaridade obrigatória. Com apenas 12 anos entrou no Seminário de Resende onde permaneceu quatro anos, ingressando depois no Seminário de Lamego. Fez na Universidade Católica em Viseu seis anos de Teologia com licenciatura.
Foi ordenado Padre na Sé Catedral de Lamego. Depois de ter estado em Vila Nova de Foz Côa é agora o Padre da Paróquia de Torre de Moncorvo em Trás-os-Montes.




1ª etapa: 

Esta atividade foi iniciada antes da visita ás salas do cantor Vitor Silva, foi feita uma pesquisa sobre a vida e obra deste artista. Conversei com as crianças sobre este artista muito conhecido entre as crianças e jovens do nosso agrupamento. As crianças já conheciam muitas das canções deste autor, compositor e cantor, mas este artista iria visitar as nossas salas e conversar com cada grupo.

2ª etapa:

As crianças estavam curiosas….O artista começou por conversar com o grupo e espontaneamente surgiu a música, assim o nosso convidado cantou fazendo rimas com o nome das crianças, contou-lhe uma história com música e cantou canções do seu reportório.
Paralelamente as crianças foram fazendo questões sobre a vida e obra deste autor, compositor, cantor, professor, padre e musico.

3ª etapa:

As crianças tiveram oportunidade de ver uma viola, ouvir as notas musicais e até experimentaram tocar alguns acordes. Passamos momentos de alegria, descontração e  boa disposição e sempre com a música presente






14º projeto: Balanço final

Conversei com as crianças sobre o desenvolvimento do projeto, com o objetivo de verificar os pontos fortes e os pontos fracos.
Ouvi a opinião das crianças e conversamos sobre o que mais gostaram.
Foi também um momento carregado de afeto e carinho.


Alguns placards dos jardins de infância:







Considerações finais/ Agradecimentos

Não posso terminar sem agradecer a todos que direta ou indiretamente colaboraram no desenvolvimento e concretização do projeto, nomeadamente: educadoras de infância, pessoal não docente e encarregados de educação. Refiro ainda o apoio prestado pela Biblioteca Escolar, ao nível dos recursos e do espaço para realização de exposições dos trabalhos produzidos no âmbito deste projeto. Este trabalho de equipa constitui um meio de autoformação com benefícios para a formação/aprendizagem/educação da criança.
Agradeço ao Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo todo o apoio prestado, nomeadamente a aquisição de livros para circularem nas maletas artísticas e a disponibilização de verbas para adquirir o material necessário ao projeto.
Um agradecimento muito especial, carregado de carinho, saudade e amizade a todas as crianças que foram envolvidas neste projeto. Elas foram as protagonistas, que desempenharam o papel principal com muito empenho, partilhando, cooperando, criando, aprendendo, ensinando, observando,…. sempre numa perspetiva de “construção de saberes”. 

Livros e CDs áudio   utilizados no desenvolvimento do projeto:

As artes no jardim-de-infância: textos de apoio para educadores de infância. - 1ª ed. -, José Carlos Godinho, Maria José ; Brito Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular;

Tesouros de Arte - Quadros, pinturas e projetos, de Rosie Dickins, Editora EdiCare - Livro do Plano Nacional de Leitura recomendado para apoio a projetos relacionados com Música/Artes na Educação Pré-Escolar, 1º e 2º anos de escolaridade -. Editora Edicare 

Grandes compositores: Dó e Mi descobrem Beethoven, de Maria Pedro e Isabel Zambujal

Grandes compositores: Dó e Mi descobrem Vivaldi, de Maria Pedro e Isabel Zambujal

Grandes compositores: Dó e Mi descobrem Chopin, de  Maria Pedro e Isabel Zambujal

O Artista Que Pintou um Cavalo Azul de Eric Carle,  Editora Kalandraka Livro do Plano Nacional de Leitura recomendado para apoio a projetos relacionados com Música/Artes na Educação Pré-Escolar, 1º e 2º anos de escolaridade.

Livros para circular nas maletas artísticas.




Sem comentários:

Enviar um comentário